(21) 2533-7978

Dúvidas

  1. Como posso participar do Leilão?
  2. Primeiramente o interessado ou seu procurador deve estar presente no dia, hora e local do leilão marcado, pois a maioria dos leilões são presenciais, ou seja, estarão presentes o leiloeiro, os fiscais e os interessados. Segundo passo, estar na livre administração de seus bens e não estar impedido por Lei. Terceiro, estar de posse do RG, CPF, comprovante de residência ou estabelecimento comercial e, cheques próprios ou da empresa que representa.

    Topo
  3. O imóvel possui débitos (condomínio, IPTU, Taxa dos Bombeiros, etc..), quem será responsável pelo pagamento destes débitos?
  4. Os interessados antes de arrematarem imóvel em leilão, devem ler com bastante atenção o Edital e suas condições. Ocorre em alguns casos que a venda será “livre e desembaraçada”, ou seja, livre destes débitos, outros casos que somente será livre de um ou mais débitos, tendo o arrematante assumir os demais. Nos leilões judiciais, por exemplo, quando o produto da arrematação é suficiente para pagar o credor e sobra numerário, o Juiz poderá reservar o valor excedente para pagar o IPTU e outras taxas (§ único do art. 130 CTN c/c Art. 908, § 1º, NCPC). Nos leilões extrajudiciais, o interessado deve consultar o leiloeiro e fazê-lo constar no Auto de Arrematação a informação prestada.

     

     

    Topo
  5. Posso arrematar em leilão imóvel hipotecado, indisponível, penhorado ou gravado por qualquer outro ônus? Caso eu arremate vou ter que assumir estes ônus?
  6. Nos leilões judiciais, é seguro arrematar imóveis com ônus, pois se os credores forem legalmente cientificados, art. 889 do NCPC, esses ônus serão extintos com a arrematação, a exemplo da Hipoteca, Art. 1499 do CC. Mas muita atenção se houver gravame de credor privilegiado (ex: créditos trabalhistas) ou de dívida que acompanha o imóvel (ex: condomínio, IPTU), pois se o valor alcançado no leilão não for suficiente para quita-los, o arrematante não poderá dar baixa destes gravames sem assumi-los. Nos leilões extrajudiciais, o imóvel pode ser arrematado quando o gravame for do credor que está autorizando o leilão, pois só o credor que poderá autorizar a baixa deste gravame (ex: Leilão da CAIXA ECONÔMICA FEDERAL). Caso tenha outros gravames, o arrematante poderá ter que assumi-los.
     
    Topo
  7. Quais são as condições de pagamento das arrematações em Leilão?
  8. Nos Leilões Judiciais, a arrematação far-se-á mediante o pagamento imediato do preço pelo arrematante, por depósito judicial ou por meio eletrônico, Art. 892 dp NCPC. O arrematante se obrigará a pagar 5% (cinco por cento) de comissão ao leiloeiro e custas de Cartório. Nos Leilões Extrajudiciais, temos diversos tipos de condições, a mais comum é feita mediante pagamento à vista, podendo o arrematante pagar no ato, como sinal, 20 %(vinte por cento) do preço da arrematação e o saldo restante no prazo determinado no edital de Leilão. Nesses leilões a comissão devida ao leiloeiro é também de 5%(cinco por cento) do valor da arrematação

     
    Topo
  9. Quais são os procedimentos após a arrematação?
  10. Nos leilões judiciais, o Leiloeiro e/ou Cartório irá confeccionar o Auto de Arrematação, que será assinado pelo Juiz, pelo Leiloeiro e pelo arrematante, art. 903 do NCPC. Após a assinatura do Auto, o arrematante terá que constituir um advogado para representá-lo nos Autos. Pelo advogado será requerido ao Juízo a Carta de Arrematação (para imóvel) ou Mandado de Entrega (bens móveis), e caso o imóvel esteja ocupado, será requerido a Imissão de Posse. Nos Leilões Extrajudiciais, também será assinado o Auto de Arrematação, neste caso assinado pelo Credor ou proprietário do bem, que igualmente expedirá a Carta de Arrematação. Caso o bem seja imóvel o arrematante terá que levar esse documento a registro no RGI competente. Se o imóvel não estiver de posse do credor ou proprietário que autorizou a alienação/venda, o arrematante terá que negociar a entrega com o ocupante ou entrar na Justiça para requerer a posse do imóvel.

     
    Topo

Central de Atendimento:

(21) 2533-7978 / (21) 2262-9004 / (21) 2226-3485


Celular:

(21) 9.9683-3361 / (21) 9.9985-0926
(21) 9.8184-9818


E-mails:

contato@machadoleiloes.com.br

Escritório Central:

Av. Erasmo Braga, nº. 227 - Gr 704 - Centro -
Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-000

Ver Mapa de Localização

Espaço para Leilões

Rua Bambina, nº. 71 - Botafogo
Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22251-050

Ver Mapa de Localização